São Simão monitora primeiro caso suspeito de Coronavírus no município

Caso suspeito

Publicado por Prefeitura Municipal de São Simão – GO em Domingo, 22 de março de 2020

Em nota, o prefeito Ibinho e o secretário de Saúde, Arquimedes José de Oliveira, informaram que monitoram a primeira notificação suspeita do novo Coronavírus (Covid-19) no município, registrada no início da noite deste domingo, 22. A cidade é mais uma do sudoeste goiano a investigar possíveis ocorrências da doença que tem preocupado autoridades globais.

“Nossa administração pautada pela responsabilidade e transparência vem a público na noite deste domingo, informar que temos em São Simão o primeiro paciente em isolamento, no hospital municipal, com suspeita clínica de coronavírus”, afirma.

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informou que o paciente será submetido aos exames e o material para exame será coletado nesta segunda-feira, 23, e encaminhado ao Laboratório Lacen, em Goiânia, responsável pela análise.

“Mais do que nunca precisamos seguir as orientações sanitárias do Ministério da Saúde e reforço o nosso pedido para que permaneçam em isolamento social e fiquem em casa”, pediu Ibinho.

“Mais uma vez, reforço o pedido do prefeito para que a população fique em casa e em isolamento”, falou o secretário Arquimedes.

A Prefeitura de São Simão garante que todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde estão sendo rigorosamente seguidos pelas equipes responsáveis da cidade.

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (22) que Goiás agora tem 21 casos confirmados de coronavírus, um a mais que o balanço anterior da pasta, no sábado (21). O número é o mesmo contabilizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), que também divulgou balanço no fim desta tarde.

As confirmações foram registradas em Goiânia (11), Rio Verde (5), Anápolis (2), Aparecida de Goiânia (1), Jataí (1) e Catalão (1).

Segundo a SES, há 765 casos suspeitos em investigação no estado e 170 já foram descartados. Goiás não registra mortes pela doença.

 

Dicas do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde indica alguns procedimentos para que ajudem a proliferar a doença:

Higienize as mãos – Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Mantenha distância social – Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Evite tocar os olhos, o nariz e a boca – Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Pratique higiene respiratória – Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Febre – Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente. Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e, caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Uso de máscaras – Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras.